Serviços de Consultoria

Exploração, transformação e venda de madeira


Exploração, transformação e venda de madeira

Entre 2001 e 2012, Angola registou um forte crescimento do PIB, com uma taxa média de crescimento anual superior a 10%.
Contudo, este forte crescimento foi em grande parte influenciado por projectos de capital intensivo, nomeadamente projectos de extracção de petróleo offshore, pelo que, a criação de postos de trabalhos para os nacionais não acompanhou totalmente o forte crescimento da economia.

Não obstante a isso, entre 2009-2011, foram aproximadamente criados 600.000 novos postos de trabalho, com destaques para Construção Civil e Obras Públicas, Comércio e Agricultura.

Têm havido um esforço muito grande do Executivo Angolano no sentido de dinamizar e diversificar a economia, mediante a reestruturação da Lei do Investimento, criação de programas de fomento do empresariado local, Angola Investe, programa de fomento e dinamização do empreendedorismo, reactivação do Inapem, criação do BUE e os vários institutos de apoio ao fomento empresarial, desde 2011/2012.

Neste sentido, perspectiva-se que a economia angolana continue a evidenciar ao longo dos próximos anos níveis de crescimento positivos. A diversificação da economia nacional é a aposta do executivo de Angola, com o acento tónico voltado para o sector produtivo.

A par das políticas macroeconómicas o Executivo Angolano tem vindo a desenvolver iniciativas com o objectivo de reduzir de forma gradual a dependência e exposição a determinadas economias mais evoluídas, destacando-se o programa de investimentos públicos, com o propósito de reforçar as infraestruturas públicas, com destaque para a energia eléctrica, os transportes, e desta forma criar condições necessárias ao investimento privado.

Gradualmente começam a vir sinais positivos da estrutura económica do País, com o aumento do peso dos serviços mercantis e das indústrias transformadoras na estrutura do PIB.

O Plano Nacional de Desenvolvimento (2017-2022), prevê a manutenção de uma política que assegure a estabilidade e reforço da envolvente macroeconómica do país nos próximos anos, e assim garantir as condições para o crescimento económico.
Apesar da fase difícil que o país atravessa o Governo Angolano mantém o compromisso de continuar a investir nas infraestruturas, e o País tem beneficiado de um fluxo importante de capitais estrangeiros, movidos pelo potencial da economia angolana.

A Empresa RP&Filhos Lda. procura Parcerias no domínio da exploração florestal e de transformação da madeira e de todo o tipo de cooperação no ramo para o desenvolvimento mais sofisticado da actividade e também empresas que necessitem e procurem o tipo de madeira que estamos a extrair para comercialização.

A ideia é que se pretende instalar a empresa numa zona florestal ou fora da cidade para obter produtos competitivos sem interrupções, no mundo da exploração da madeira. A empresa RP&Filhos Lda. já detém uma área de 6.000 hectares na Aldeia do Kinzambi no Município do Ambuíla na Província do Uíge a 300 Km da Capital Luanda com a finalidade de exploração florestal dai a pretensão de encontrar parcerias em apoio tecnológico, a Província do Uíge possui infraestruturas aéreas, rodoviárias e ferroviárias eficientes que permitirá a exportação fácil dos produtos para o porto de embarque e para o exterior do País. Surgindo da informação explanada a pretensão de encontrar parcerias em apoio tecnológico. A empresa produzirá anualmente cerca de 65000 m3 de madeira serrada dos tipos Iroko, Sapelly, Longhi, Outras e Artefactos de madeira trabalhada.


  1. Detalhe das espécies.

A 4 espécies mais abundantes são:

  1. Moreira (IROKO)- É de tonalidade castanha, resistente e muito densa.

Serve para mobiliários e construção civil.

  1. Kibaba (KAIA) - É de tonalidade castanha quase avermelhada, muito porosa o que faz que depois de vernizada não seja muito brilhante.

  2. Undiamno (Sapelly) - É de tonalidade avermelhada é também conhecida por (Moguo), é medianamente densa, muito brilhante depois de vernizada óptima para confecção de mobílias.

  3. Longuy- (Longuy) Madeira muito valiosa e que serve essencialmente para a indústria de “folhas” as folha que se colam na madeira prensada para mobiliários. As folhas depois de pintadas são muito brilhantes.

  1. Preço de carga contentorizada dados a obter na Agência Marítima de Angola (A.M.I)

  2. Preços nos principais mercados:

ITÁLIA

IROKO-------350 A 450 Euros

KIBABA------250 A 300 Euros

UNDIAMNO-----400 A 500 Euros

LONGUY--------500 A 700 Euros

Espanha: É quase igual ao mercado Italiano mas ligeiramente mais baixo.

Mercado Asiático: é 20 a 30% mais caro que no mercado Italiano.

  1. Diâmetro Médio por espécies:

  1. Moreira (IROKO) ----- 80 A 110 cm

  2. Undiamno (SAPELLY) ----80 A 100 cm

  3. Kibaba (KAIA) ---- 80 A 110 cm

  4. Longuy (LONGUY) ---- 50 A 85 cm

Estes níveis de produção permitirão a empresa RP e Filhos Lda. posicionar-se de forma sólida no mercado local de madeira.
A serração terá capacidade de produzir artefactos de madeira diversos, nomeadamente, fabricação de carteiras e mobiliário hospitalar.
Com os equipamentos que pretendemos adquirir nesta fase do investimento, iremos modernizar o processo produtivo o que diferenciará positivamente o nosso produto, constituindo assim uma vantagem importante sobre os nossos mais directos concorrentes.

O projecto encontra-se localizado na província do Uíge como já foi supracitado, é onde se encontra a matéria prima (exploração da madeira) e no mesmo local encontra-se a Serração. Em Luanda esta instalada a fábrica de carteias e mobiliário hospitalar.
Numa primeira fase para o fabrico das carteiras e mobiliário hospitalar prevê-se em Luanda e numa segunda pretende-se implantar a fábrica na província do Uíge nomeadamente no Polo Industrial do Município do Negaje.

O projecto foi planeado tendo em conta a proximidade das fontes de abastecimento de energia eléctrica, água e boas infraestruturas de apoio, condições necessárias para implementação de um projecto.

A RP&Filhos Lda. já possui um estaleiro na Província do Uíge, a 8 quilómetros da cidade, na estrada do Município do Songo e também uma serração instalada no mesmo local para suporte do projecto, inclusive a mão-de-obra.

A RP&Filhos Lda. também possui uma fábrica instalada em Luanda no estaleiro da empresa TSE.

Portanto, a RP&Filhos Lda. necessita de Parcerias para a necessidade de equipamentos tecnológicos sofisticados para a realização da actividade preconizada, e esperamos que será de inteira satisfação ao parceiro estrangeiro que colabore connosco.

« voltar